06 outubro 2010

Perdi

Hoje eu acordei antes do meu despertador tocar. Levantei, me enrolei numa blusa de frio e fui tomar uma xícara de café forte e sem açúcar para me animar, no jardim. Estava tão gostoso lá fora! Nem frio, nem calor. A avenida ainda estava silenciosa e eu estava me sentido em paz.
Resolvi ficar e curtir a minha caminha  .
Sem dúvidas o dia hoje está muito bonito. Eu não sei explicar exatamente o porquê. Mas, ver o sol depois de tantos dias nublados foi bom, a brisa está geladinha e a sombra das árvores confortável. Eu consigo ouvir o vento batendo nelas... porque será que está tão calmo hoje?
Eu fico sensível as vibrações naturais nesses dias calmos. Eu gostaria de aproveitar este dia estranho com pessoas queridas. Mas hoje é um daqueles dias que não posso sair de casa. Eu estou sozinha. Na verdade não, eu e a minha cachorra. Ah sim, tem a minha calopsita também...
Eu estou sentido saudades, passar a semana em casa sozinha é muito triste. Só acabo saindo quando tenho cursos. De fato estou carente. Precisava ser mimada por alguém. Seja quem fosse. Sem malícia, sem preconceito, sem se preocupar. Tipo de carinho incondicional, aquele que ás vezes nós temos por pessoas queridas sem perceber, aquele em que você busca o bem - estar alheio por amor.
É desse carinho, verdadeiro, inocente e gentil... que eu precisava agora.  
                                                        


Nenhum comentário:

Postar um comentário